Chico Picadinho - Maniacos da História - ContaPraEu?
Mistérios

Chico Picadinho – Maniacos da História

Nascido e criado em Vila Velha, no Estado do Espírito Santo, Francisco da Costa Rocha ficou conhecido como Chico Picadinho após estuprar, matar e esquartejar duas mulheres.

Chico Picadinho nasceu em família pobre, em 27 de abril de 1942, seu pai era exportador de café e abandonou sua mãe quando este ainda era criança. Mãe solteira, precisava deixar Chico com uma amiga para trabalhar. Com a dificuldade que enfrentava, sua mãe acabou encontrando na prostituição o meio de vida.

Segundo depoimento de Chico, fora constantemente estuprado quando criança pelo marido da vizinha e sofria de maus tratos pela mulher, tudo sem o conhecimento de sua mãe. Quando sua mãe resolveu não mais o deixar com a amiga, Chico começou a presenciar o constante movimento de homens dentro de casa, sempre com o pedido de sua mãe para que ele aguardasse na sala ou que fosse brincar, segundo Picadinho, foi quando entendeu que sua mãe prostituía-se.

Ainda criança, Picadinho demonstrava comportamentos perturbadores, sua principal diversão era matar os gatos da vizinhança, já na adolescência acabou expulso de casa devido a seu comportamento agressivo e ofensivo contra a mãe.

Chico Picadinho passou a viver de pequenos serviços e furtos, gastava seu dinheiro em bebidas alcoólicas, drogas e prostitutas. Sua vida sexual era ativa, alegando ter necessidade de sexo diariamente, não importava-se em ter encontros com homens ou mulheres, segundo seu próprio depoimento, o importante era sentir prazer.

O primeiro crime

chico picadinho
Fonte da imagem: Veja

Foi em 1966, com 24 anos, que Chico Picadinho cometia seu primeiro e barbaro crime. Vivendo em São Paulo, conheceu Margareth Suida em uma de suas noites de bebedeira, bailarina austríaca que estava há pouco tempo no Brasil. Os dois beberam juntos e foram de bares em bares naquela noite, até que Chico pediu para ter relações sexuais com ela, Suida aceitou e foi com ele para seu apartamento na Rua Aurora, centro de São Paulo.

Após ter relações sexuais com Suida, Chico Picadinho a enforcou com o cinto e para sumir com o corpo, resolveu o esquartejar. A frieza do ato fora aumentada, ao ter ciência do que Picadinho utilizou para seu crime, colocando o corpo desnudo e inerte da Suida sobre o chão do banheiro, ao qual deu-se o trabalho de tirar o trinco para facilitar a locomocão, Picadinho usou de lâminas de barbear e tesoura de cabelo para esquartejar o corpo.

Chico Picadinho passou 4 horas trancado no apartamento, cortando seios, musculatura e tudo que fosse possível com a lâmina e tesoura para diminuir o tamanho do corpo e esconde-lo. Quando seu colega, Caio, que dividia o apartamento com ele chegou, Chico contou que havia matado alguém e pediu sigilo até que conseguisse falar com sua mãe para arrumar um advogado.

Caio decidiu por avisar a polícia e Chico Picadinho foi preso assim que retornava de Vila Velha, tendo realmente ido encontrar-se com sua mãe. Fora sentenciado a 20 anos de prisão.

O Segundo Crime

Em 1976, Chico Picadinho era solto por bom comportamento, após cumprir metade de sua pena. Não demorou muito para que voltasse a atacar, foi em um motel da zona leste de São Paulo, que Picadinho estuprou a garota de programa Rosemarie Michelucci, tentando matá-la em seguida, com muita luta, Michelucci conseguiu escapar com algumas facadas e sobreviveu.

Chico Picadinho escapou e voltou para o centro da cidade de São Paulo, onde voltou a atacar após um mês, desta vez a vítima escolhida era Angela Silva, moça que conheceu em um bar do centro. Também garota de programa, Picadinho contratou seus serviços e a levou para um apartamento que estava morando na Avenida Rio Branco. Após a relação sexual, estrangulou Angela com o cinto, seguindo exatamente o mesmo padrão do primeiro crime.

Ele tentou livrar-se do corpo em uma caixa de papelão, fugindo para o Rio de Janeiro, sendo capturado 28 dias após o último crime.

chico picadinho
Fonte da Imagem: Estadao

Dessa vez foi condenado a 30 anos, o que lhe garantiria liberdade em 2006. No entanto, por decisão da justiça após várias análises psiquiátricas, ficou decidido que Chico Picadinho oferece perigo a sociedade e continua mantido na Casa de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Taubaté, interior de São Paulo, 41 anos após o seu terceiro e cruel crime cometido.

Fontes: Veja, Estadao