Aileen Wuornos - Maniacos da História - ContaPraEu?
Mistérios

Aileen Wuornos – Maniacos da História

Aileen Carol Pittman nasceu em 29 de fevereiro de 1956 em Rochester, Michigan. Filha de Leo Pittman e Diane Prat, dois adolescentes que abandonaram Aileen e seu irmão Keith, que foram adotados pelos avós maternos Lauri e Britta Wuornos em 18 de março de 1960.

O primeiro a abandonar os filhos, fora o pai Leo Pittman, alistou-se no exército para fugir da prisão quando Aileen tinha apenas 07 meses de idade. Ela nunca conheceu seu pai, acusado de estupro de uma criança, acabou sentenciado a morte.

Diane Prat deixou os filhos quando Aileen tinha 04 anos de idade, pois não aguentava o choro das crianças, as quais ela se referia como bebês chorosos e infelizes.

Aileen e seu irmão

Fonte da imagem: sites.google.com
Aileen quando criança Fonte da imagem: sites.google.com

Sem os pais, Aileen tornou-se muito próxima de seu irmão, no entanto essa proximidade não fora muita sadia e levou a envolvimentos sexuais, quando ela ainda tinha 10 anos de idade. Já aos 12 anos envolveu-se com prostituição, oferecendo o corpo para os garotos da vizinhança em troca de dinheiro.

Com 14 anos apareceu grávida e apontou a gravidez como fruto de um estupro por um homem mais velho, o estupro nunca fora confirmado e alguns apontam que o filho na verdade era de seu irmão. A criança foi concebida no hospital de Detroit em 23 de março de 1971 e colocada para adoção.

Ao 16 anos, Aileen, conquistou algumas cicatrizes de queimadura em seu rosto, quando brincava com seu irmão com um isqueiro.

Keith Pittman faleceu em 1976 por câncer na garganta, deixando para sua irmão um valor considerável para a época, US$ 10 mil dólares em seu seguro de via, quantia que Aileen gastou rapidamente com luxos e um carro.

Da prostituição a pequenos roubos

Aileen Wuornos e Lewis Fell
Aileen Wuornos e Lewis Fell Fonte da imagem: keywest4starhotels

Aileen chegou a casar-se com um homem mais velho, Lewis Fell, mas o matrimônio durou poucas semanas. Passou a cometer pequenos furtos e viver da prostituição, tentou o suicídio em 1978 e em 1981 era presa pela primeira vez ao assaltar um mercado, usando apenas um biquíni. Foi presa consecutivamente por cheques sem fundo, roubo de armas, dirigir sem licença, resistência a autoridade, falsidade de informação, roubo de carro, excesso de velocidade, uma longa lista para uma jovem moça.

Tyra Monroe e Aileen Wuornos

Depois de dois anos presa e três anos a vagar pelos EUA, pedindo carona de um ponto a outro, acabou conhecendo Tyra Monroe, uma motoqueira com quem ela envolveu-se e passaram a vagar juntas pelos EUA. Aileen prostituía-se para sustentar sua parceira, mas a vida dura acabou levando sua beleza e logo a prostituição não rendia mais o suficiente nem para a vida dura que levavam, as duas acabaram por entrar em uma onda de vandalismo e violência.

A primeira vitima

Aileen presa e em julgamento Fonte da imagem: peatom.info
Aileen presa e em julgamento Fonte da imagem: peatom.info

Aileen convenceu Tyra que elas deviam vingar-se dos homens, sua primeira vitima foi Richard Nallory, um eletricista de 51 anos, que a jovem ofereceu seus “serviços” e o acompanhou de carro até um lugar isolado, o senhor foi encontrado na manhã seguinte, 13 de dezembro de 1989, perto de Daytona Beach, morto com quatro tiros. Aileen tinha o assassinado e levado seus pertences e dinheiro, esse passou a ser o modo de agir de Wuornos, matando no mínimo mais cinco homens de maneira similar, as vitimas eram sempre encontradas baleadas, sem seus pertences e qualquer identificação.

A prisão

Quando Aileen fora capturada, sua nova companheira era Loreci Casani, as autoridades chegaram até as duas por meio de denúncias anônimas. Durante a prisão e julgamento, chegou a ser diagnosticada com transtorno de personalidade Borderline. Mas em uma carta ao tribunal, confessou os seis assassinatos e pedia que fosse condenada a morte, dizendo que odiava a vida humana e que voltaria a matar, caso fosse libertada.

Em 09 de outubro de 2002 foi condenada a morte e executada através de injeção letal. No ano seguinte, sua história virou um filme, Desejo Assassino, quem interpretou Wuornos foi Charlize Theron, que acabou levando um oscar por sua atuação.